Sábado, 2 de Março, 2024

Unita e APN lamentam morte de Rescova

A Unita e a Aliança Patriótica Nacional (APN) manifestaram, neste sábado, consternação pela morte do governador da província do Uíge, Sério Luther Rescova.

O político faleceu em Luanda, vítima de doença, aos 40 anos de idade, depois de ter sido evacuado de emergência da província do Uíge.

Desde a confirmação da ocorrência, pelo Governo angolano, várias mensagens de pesar vão chegando à redacção da ANGOP, exaltando as qualidades profissionais de Luther Rescova.

Para o presidente da Unita, Adalberto da Costa Júnior, o malogrado, que se estreou na esfera governativa em Luanda, encarava o papel governativo numa perspectiva mais interactiva.

“Partilhei com Sérgio Luther Rescova longos momentos na Assembleia Nacional em que espelhava a sua visão sobre a nossa pátria comum”, lê-se na mensagem de condolências.

Conforme o político, Sérgio Luther Rescova encontrava-se em plena funções como governador da província do Uíge, por sinal sua terra natal, onde, com bastante energia e vigor que lhe caracterizava, cumpria a missão de servir as populações locais que fica, assim, interrompida com a sua morte prematura.

Por seu turno, a APN enaltece as qualidades do malogrado e afirma que a sua morte interrompe um percurso de um ilustre filho de Angola que ainda tinha muito para contribuir ao país.

×
×

Cart