Terça-feira, 18 de Junho, 2024

Governo ruandês nega ter expulso cidadãos chineses que alegadamente escravizam a população local

O governo ruandês negou ontem, num comunicado publicado na página do Ministério das Relações, no Twitter, relatos segundo o qual teria expulsado do país, 18 cidadãos chineses que alegadamente escravizavam cidadãos ruandeses.

A notícia que surgiu nas redes sociais e republicada por alguns portais angolanos, dizia que o presidente Paul Kagame havia ordenado a deportação de cidadãos chineses por escravidão e expropriação ilegal de terra.

No entanto, o Ministério das Relações Exteriores do Ruanda twittou que são “notícias falsas”

×
×

Cart