Sábado, 22 de Junho, 2024

Ministro aconselha empresas a recorrer ao pacote de alívio económico

O ministro dos Transportes, Ricardo D’Abreu, aconselhou, nesta segunda-feira, as empresas do sector a utilizarem as ?ferramentas? criadas pelo Executivo para atenuar os efeitos provocados pela pandemia da covid-19.

Segundo o titular dos Transportes, que trabalhou em Benguela, o governo angolano aprovou recentemente medidas de alívio do impacto económico, com um pacote financeiro de 488 mil milhões de kwanzas para apoio às micro, pequenas e médias empresas do sector produtivo e não só.

“Essas medidas vão ajudar as empresas a pagar salários e evitar despedimentos”, realçou. Ricardo D’Abreu reconheceu que o sector dos transportes é dos mais prejudicados pela covid-19, devido ao facto de as restrições na mobilidade inter-provincial colocarem em causa o normal funcionamento das mesmas.

“Pensamos tratar-se de um ciclo menos bom que estamos a passar, mas vai-se recuperar”, frisou.

Questionado sobre as perspectivas do sector para o período pós-covid-19, disse ser ainda muito cedo para se traçar algum prognóstico, aliás, pelo que se tem visto e estudado, o processo de recuperação será progressivo e não automático.

“A reposição da normalidade vai ser progressiva, por isso temos que ter cautelas em qualquer outro cenário, para avançar perspectivas na era pós covid-19”, indicou.

Quanto a eventualidade de prováveis prejuízos no ramo, o ministro disse que o momento actual não representa alguma particularidade ou exclusividade da área que dirige.

“Estamos a ver os aviões em terra, as frotas de autocarros imobilizadas, mas, o certo é que todos os sectores de actividades estão sendo afectados”, admitiu, enfatizando ser mais visível ver os aviões no chão e as frotas de autocarros estacionadas.

Indicou ainda que as previsões de crescimento da economia global são hoje mais pessimistas e vão no sentido da contracção da economia mundial, bastando ver, a título de exemplo, as cotações do preço do barril do petróleo.

Ricardo D’Abreu trabalhou esta segunda-feira na província de Benguela, onde fez a apresentação formal do novo do conselho de administração do Porto do Lobito, encabeço por Celso Rosa, às autoridades locais, seguido de acto semelhante aos trabalhadores da empresa portuária.

Celso Rosa e sua equipa de trabalho foram nomeados recentemente por Decreto Presidencial.

O acto formal de apresentação às autoridades locais teve lugar nas instalações do Aeroporto da Catumbela, seguida da sessão pública com os trabalhadores na cidade do Lobito.

×
×

Cart