Quinta-feira, 23 de Maio, 2024

Honduras anunciam corte das relações diplomáticas com Taiwan

As Honduras anunciaram hoje o corte das relações diplomáticas com Taiwan, 11 dias depois de indicarem que iam estabelecer laços oficiais com Pequim.

O chefe da diplomacia das Honduras, Enrique Reina, “sob instruções da Presidente da República [Xiomara Castro], comunicou a Taiwan a decisão de cortar as relações diplomáticas” entre os dois territórios, disse o ministério dos Negócios Estrangeiros em comunicado.

Agora restam apenas 13 nações que reconhecem oficialmente Taiwan.

O anúncio surge dois dias após uma visita a Pequim de Reina para discutir o estabelecimento de laços diplomáticos bilaterais.

Segundo o seu princípio “uma só China”, Pequim não permite que os países estrangeiros mantenham relações diplomáticas com Taipé. A ilha estabeleceu, no entanto, parcerias internacionais através de outros canais.

Na rede social Twitter, a 14 de março, Xiomara Castro anunciou que tinha pedido a Enrique Reina que estabelecesse relações oficiais com a China.

“O Governo da República das Honduras reconhece a existência de apenas uma China no mundo, e que o Governo da República Popular da China é o único governo legítimo a representar toda a China”, disse o ministério dos Negócios Estrangeiros hondurenho.

Taiwan é uma parte inalienável do território chinês”, prosseguiu o ministério, acrescentando que a partir de hoje comprometeu-se “a não ter relações ou contactos de natureza oficial com Taiwan”.

Lusa

×
×

Cart