Domingo, 26 de Maio, 2024

PR vai copresidir em França reunião do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola

O Presidente angolano, João Lourenço, vai copresidir, em França, no próximo mês, à reunião do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), avançou hoje, em Luanda, a nova embaixadora daquele país europeu em Angola.

PR vai copresidir em França reunião do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola

Sophie Aubert, que fez parte do grupo de sete novos embaixadores extraordinários e plenipotenciários residentes que apresentaram hoje as suas cartas credenciais ao Presidente angolano, disse que abordou com o chefe de Estado angolano a relação bilateral entre os dois países.

“Com o Presidente foram abordados os eventos importantes, onde vamos poder trabalhar juntos nos meses que vêm”, declarou Sophie Aubert em declarações à imprensa, destacando “a importância que tem a visita do Presidente João Lourenço a França, em dezembro para copresidir a reunião do FIDA”.

A reunião que se vai realizar em Paris tem como objetivo tratar da mobilização e constituição do orçamento do fundo para os próximos três anos, avançou em julho passado à imprensa a ministra das Pescas e Recursos Marinhos angolana, Cármen Neto.

Em Angola, o FIDA pretende investir em mais projetos agrícolas e de pescas, anunciou, em março deste ano, o vice-presidente da instituição, Donal Brown, no final do encontro que manteve com a vice-Presidente angolana, Esperança da Costa.

Também foi hoje creditada a nova chefe da delegação da União Europeia (UE) em Angola, Rosário Bento Pais, que garantiu ao Presidente angolano o reforço da cooperação, da parceria em todos os domínios em que já trabalham, como a diversificação económica, a governança e o desenvolvimento humano.

“E esperar também um pouco mais de reforço na parte de segurança, de segurança regional, estabilidade, e também na parte da biodiversidade e das alterações climáticas”, sublinhou a embaixadora designada e chefe da UE no país africano.

Além dos embaixadores da França e da União Europeia apresentaram também as cartas credenciais os novos embaixadores de Espanha, Bélgica, Egito, Ruanda e Nicarágua.

Lusa

×
×

Cart