Quinta-feira, 23 de Maio, 2024

Suspeito de sequestro e torturas, filho do PR da Guiné Equatorial não aparece para depor em Espanha

Carmelo Ovono Obiang, filho do presidente da Guiné Equatorial, não compareceu nesta terça-feira (28) para depor perante a Justiça espanhola pelo suposto sequestro e torturas de dois cidadãos espanhóis, assim como outros dois altos funcionários de segurança mencionados.

Um juiz da Audiência Nacional, instância alta de Madri encarregada de processos judiciais complexos ou delicados, convocou para esta terça-feira o filho do presidente Teodoro Obiang Nguema Mbasogo, que teve a possibilidade de se pronunciar por videoconferência.

Mas Carmelo Ovono Obiang, que também é chefe da inteligência externa de seu país, não apareceu, informaram fontes judiciais.

O ministro de Estado responsável pela Segurança Interna, Nicolás Obama Nchama, e o diretor-geral da Segurança Interna, Isaac Nguema Endo, também não compareceram.

O magistrado vai esperar para saber a opinião da acusação e a representação dos suspeitos antes de tomar outras providências.

AFP

×
×

Cart