Quarta-feira, 29 de Maio, 2024

Caminhar 6 km uma ou duas vezes por semana reduz risco de morte, diz estudo americano

Caminhar cerca de seis quilômetros uma ou duas vezes por semana reduz significativamente o risco de mortalidade, de acordo com um estudo divulgado nesta terça-feira (28) nos Estados Unidos.

Embora o exercício físico frequente seja conhecido por reduzir o risco de morte precoce, uma pesquisa publicada na revista JAMA Network Open analisou os benefícios para a saúde de uma caminhada rápida apenas alguns dias por semana.

O estudo, realizado por pesquisadores da Universidade de Kyoto e da Universidade da Califórnia, analisou os dados de 3.100 adultos americanos.

A pesquisa descobriu que aqueles que caminhavam 8.000 passos (ou 6,4km) mais de um ou dois dias por semana tinham 14,9% menos probabilidade de morrer em um período de 10 anos do que aqueles que nunca atingiram essa meta.

Para os que caminhavam ao menos este período ou mais de três a sete dias por semana, o risco de mortalidade era ainda menor: 16,5%.

Mas os benefícios para a saúde de caminhar 8.000 passos ou mais de um ou dois dias por semana pareciam maiores para aqueles com 65 anos ou mais.

“Estas descobertas sugerem que as pessoas podem ter benefícios substanciais para a saúde ao caminhar apenas alguns dias na semana”, dizem os pesquisadores.

O estudo contabilizou os passos diários dos 3.100 participantes entre 2005 e 2006, e seus dados de mortalidade foram examinados 10 anos depois.

Entre eles, 632 registraram 8.000 passos ou mais em nenhum dia da semana; 532, 8.000 passos ou mais um ou dois dias por semana, e 1.937, 8.000 passos ou mais, três a sete dias por semana.

O cidadão americano médio caminha de 2,4 a 3,2 km por dia (entre 3.000 e 4.000 passos), de acordo com a Mayo Clinic, que afirma que caminhar como uma atividade regular pode reduzir o risco de doenças cardíacas, obesidade, diabetes, pressão alta e depressão.

AFP

×
×

Cart