Segunda-feira, 15 de Abril, 2024

Queda de cabo de alta tensão faz pelo menos 26 mortos em mercado na RDCongo

Pelo menos 26 pessoas morreram eletrocutadas hoje, quando um cabo de alta tensão caiu numa valeta inundada que atravessa um mercado na zona ocidental de Kinshasa, capital da República Democrática do Congo (RDCongo), anunciaram as autoridades locais.

O Guardião

“Na queda, depois ter sido cortada, a parte carregada de eletricidade de um cabo de alta tensão caiu numa valeta cheia de água da chuva desta manhã. Há 26 mortes por eletrocussão [a reportar] até agora”, afirmou Charles Mbutamuntu, porta-voz do governo provincial em Kinshasa, em declarações à agência France-Presse.

“A maioria das pessoas mortas são vendedores e compradores no mercado de Matadi-Kibala, bem como alguns transeuntes. Os corpos estão a ser levados para a morgue e está em curso uma investigação para apurar responsabilidades”, acrescentou a mesma fonte.

Vídeos partilhados em redes sociais mostram alguns dos corpos espalhados pelo local.

“Em cada pequena chuvada, em vez de correr, a água inunda no mercado porque a valeta está bloqueada, obrigando os vendedores a permanecerem com os pés debaixo de água, na total indiferença das autoridades”, lamentou Christelle Zindo, uma vendedora no mercado, em declarações à AFP.

Muitos residentes de Kinshasa compram produtos alimentares naquele mercado.

Em Kinshasa, como noutros locais da RDCongo, os cabos da Société Nationale d’Électricité (SNEL) são mal mantidos. Em alguns lugares, cabos nus correm ao longo das ruas ao lado de transeuntes.

Quando chove na capital congolesa, vários bairros são inundados por causa de canos entupidos, cuja instalação data da era colonial, e são mal mantidos.

Lusa

×
×

Cart