Segunda-feira, 15 de Abril, 2024

Pelo menos três mortos e vários feridos devido às fortes chuvas no Estado brasileiro de São Paulo

Pelo menos três pessoas morreram e outras 10 ficaram feridas devido às fortes chuvas que colocaram em estado de alerta o Estado brasileiro de São Paulo, incluindo a capital, informaram hoje fontes oficiais.

Na região metropolitana da cidade de São Paulo, pelo menos dez deslizamentos de terra, três inundações e 47 quedas de árvores foram registados na manhã de hoje, segundo um comunicado do corpo de bombeiros.

Um dos deslizamentos de terra, no município de Embu das Artes, causou a morte de três pessoas, todas da mesma família, enquanto outras quatro pessoas conseguiram escapar graças à ajuda de vizinhos.

Os bombeiros trabalham para resgatar pelo menos quatro pessoas que ficaram presas nos escombros de uma casa que desabou devido à tempestade na madrugada de hoje no município de Francisco Morato, também na região metropolitana de São Paulo.

No contexto do estado de alerta, a autarquia de São Paulo suspendeu hoje a vacinação contra a covid-19, que é realizada em parques e farmácias, para garantir a segurança das pessoas.

As tempestades de verão são um fenómeno comum no Brasil entre os meses de outubro e fevereiro e, nas últimas semanas, já deixaram vários mortos e causaram danos em pelo menos em quatro Estados do país.

No Estado da Bahia, o mais populoso da região nordeste e o mais afetado pelas chuvas, até agora foram registados 26 mortos e mais de 500 feridos, além de cerca de 87 mil pessoas desalojadas.

Em Minas Gerais, na região sudeste do Brasil, as chuvas causaram 20 mortes desde a última semana de dezembro, além das dez pessoas que morreram devido à queda de um paredão de pedra num desfiladeiro localizado numa região turística do município de Capitólio.

Lusa

×
×

Cart