Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024

UNITA saúda angolanos premiados pela ONU

A UNITA destacou, nesta sexta-feira, a atribuição do Prémio MIPAD das Nações Unidas aos jovens angolanos Adjany Costa, Cecília Silva Bernardo e João Kanda Bernardo.

Adjany Costa, actual ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, e João Kanda Bernardo, embaixador da ONU para a Paz Mundial junto da Comunidade Internacional, foram galardoados na Categoria de Política e Governança.

Por sua vez, Cecília Silva Bernardo, directora do Gabinete de Intercâmbio do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, venceu na categoria de Heróis da Acção Climática.

Os galardoados entram na lista de 100 africanos mais influentes e respeitados do mundo com menos de 40 anos de idade.

Numa mensagem de felicitações, o maior partido da oposição avança que as distinções são o reconhecimento das contribuições positivas destes três actores para o mundo.

Faz ainda votos de que o prémio inspire os demais jovens do país e os incentive a mostrarem os seus talentos e a dedicarem-se às causas comuns da humanidade, tais como o empreendedorismo, a preservação do meio ambiente, a luta contra as desigualdades, o combate à discriminação social, entre outros desafios dos tempos actuais.

Adjany Costa é, actualmente, a mais nova ministra na história de Angola. Na qualidade de bióloga e conservacionista, também actua como directora de projecto do Okavango Wilderness Project da National Geographic, um esforço plurianual para explorar e pesquisar a bacia do rio Okavango na África.

Em 2019 recebeu o prémio da ONU “Jovens Campeões da Terra” e, no mesmo ano, foi condecorada com Ordem de Mérito Civil de 1º Grau pelo Presidente da República de Angola.

João Kanda Bernardo, poliglota, foi nomeado, em Setembro de 2019, como embaixador para a Paz Mundial, junto da comunidade internacional.

Os embaixadores da Paz dedicam-se à promoção de valores morais universais, cooperação inter-religiosa, harmonia internacional, renovação das Nações Unidas, além de serem responsávei pela salvaguarda da paz mundial.

João Kanda é, igualmente, membro do Conselho Mundial da Paz e representante da Universal Peace Federation (UPF), no Estado Federal de Sachsen, na Alemanha, um órgão de consulta geral no Conselho Económico e Social das Nações Unidas.

Cecília Silva Bernardo é directora para o intercâmbio do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente. Esteve envolvida em negociações no âmbito da convenção das Nações Unidas sobre as alterações climáticas, desde 2009.

João Kanda e Adjany Costa são os segundos angolanos a receberem o Prémio MIPAD, na categoria de Política e Governança, depois do ministro Adão de Almeida, distinguido em 2018.

Habitualmente, a nomeação para o “Prémio MIPAD” culmina com uma cerimónia oficial de entrega de certificados de mérito, por ocasião da Assembleia-Geral da ONU, que se realiza anualmente entre Setembro e Outubro.

Este ano, devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19, o MIPAD realiza um programa especial, enquadrada na nova dinâmica da Assembleia-Geral da ONU.

A cerimónia oficial de entrega de certificados de mérito e troféus está agendada para 2021, durante a próxima Assembleia-Geral da ONU.

A MIPAD é uma organização da sociedade civil, junto das Nações Unidas, com a sede em Nova Iorque que, em apoio à Década Internacional para Pessoas de Ascendência Africana, proclamada pela Resolução 68/237 da Assembleia-Geral da ONU, identifica os grandes realizadores de ascendência africana em sectores públicos e privados, de todo o mundo.

×
×

Cart