Terça-feira, 18 de Junho, 2024

Obras da centralidade de Malanje a 29% de execução

As obras de construção da centralidade de Malanje, no bairro Carreira de Tiro, iniciadas em 2017, estão apenas a 29 por cento da sua execução física e a 38 da execução financeira, representando um ligeiro atraso fruto de alguma paralisação em 2019 e, este ano, devido à covid-19.

A informação foi dada, hoje (quinta-feira), à Angop pelo director do Gabinete Provincial de Infra-estruturas e Serviços Técnicos de Malanje, João Miguel Correia, que referiu terem as obras retomado já nos últimos dias, pelo que nessa altura decorrem essencialmente trabalhos de reinstalação da central de betão.

O responsável disse que a empreitada decorre a ritmo razoável, na medida em que o empreiteiro está a operar apenas com 50 por cento da sua força de trabalho, devido aos efeitos da covid-19, mas tudo está a ser feito no sentido de se cumprir com todos os pressupostos e cláusulas contratuais.

Precisou que está também em estudo a construção das vias de drenagem com vista a casar com o sistema de esgotos da cidade de Malanje, numa altura em que decorrem em simultâneo as obras dos edifícios e da estação de tratamento de águas residuais da centralidade.

Nesta altura, de acordo com o director João Miguel Correia, estão já construídos nove edifícios de três andares cada, dos 14 projectados para a primeira fase da centralidade.

A empreitada a cargo da construtora Ingenium – Engenharia e Construção está a ser erguida numa área de mais de sete hectares, dos 46 de extensão do projecto, que prevê um total de 212 apartamentos de tipos T2 e T3.

As obras tinham o termo previsto para o primeiro trimestre deste ano, mas devido às paralizações que se foram registando, não tem data definitiva de conclusão.

Para além de moradias, o projecto prevê serviços públicos e privados adicionais como unidades sanitárias, estabelecimentos comerciais, espaço infantil e esquadras policiais, para além de áreas verdes.

×
×

Cart