Terça-feira, 18 de Junho, 2024

Cidadãos invadem apartamentos no Capari

Mais de 50 famílias, oriundas de Luanda e do Panguila, ocupam ilegalmente apartamentos na centralidade do Capari, em Caxito, província do Bengo, desde o último final de semana, soube-se hoje, nesta cidade.

A Angop apurou tratar-se de alguns cidadãos reincidentes, que a cerca de um mês foram obrigados a abandonar os apartamentos do Bloco 8 desta centralidade, que nos últimos dias voltaram a se “apoderar” das moradias, violando assim a cerca sanitária que se observa à província de Luanda.

A invasão surgiu na sequência de rumores de que o Fundo de Fomento Habitacional, em parceria com a Imogestin, efectuaria, nos próximos tempos, o cadastramento dos ocupantes de tais casas para sua legalização.

Entre os ocupantes estão também moradores dos blocos 6, 9 e 10, que vivem como inquilinos na centralidade.

A cerca de três meses 150 residências do tipo T3, desocupadas há mais de sete anos na centralidade do Capari, província do Bengo, foram invadidas e, segundo uma fonte da Procuradoria-Geral da República, os cidadãos em causa estão a ser auscultados por este órgão.

Na altura, a sub-procuradora local, Carla Correia, referiu que os invasores incorrem no crime de usurpação de imóvel, punível no código penal.

×
×

Cart