Terça-feira, 25 de Junho, 2024

Mais nove casos em Moçambique e total passa para 472

Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais 19 casos positivos de covid-19, elevando o total de infetados pelo novo coronavírus de 453 para 472 e mantendo dois óbitos, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

“Os novos casos são todos de nacionalidade moçambicana”, disse Rosa Marlene, na atualização de dados sobre a pandemia no Ministério da Saúde, em Maputo.

Os 19 novos doentes, entre os quais quatro crianças, foram registados nas províncias de Maputo (08), Nampula (9) e cidade de Maputo (02), afirmou.

“Os casos hoje reportados encontra-se em isolamento domiciliar e, neste momento, decorre neste momento o mapeamento da rede de contacto destas pessoas”, acrescentou.

Dos 472 casos registados em Moçambique, 429 são de transmissão local e 43 são importados, havendo registo de dois mortos e seis internados, que estão na província de Nampula, o primeiro local de “transmissão comunitária”, segundo as autoridades.

O Ministério da Saúde indicou ainda que 138 pessoas estão recuperadas.

Do total, as províncias de Cabo Delgado, Nampula e cidade de Maputo lideram com o maior número de casos, com 164, 144 e 73, respetivamente, estando os restantes distribuídos pelo país.

Desde o anúncio do primeiro caso em Moçambique, em 22 de março, foram feitos 15.544 testes e foram submetidas a quarentena cerca de 18 mil pessoas das mais de 900 mil rastreadas.

Um total de 2.075 continuam a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde moçambicanas.

Em África, há 5.334 mortos confirmados e cerca de 196 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné-Bissau lidera em número de infeções (1.389 casos e 12 mortos), seguida da Guiné Equatorial (1.306 casos e 12 mortos), Cabo Verde (585 casos e cinco mortes), São Tomé e Príncipe (611 casos e 12 mortos) e Angola (96 infetados e quatro mortos).

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de infetados (quase 740 mil, atrás dos Estados Unidos) e o terceiro de mortos (37.406, depois de Estados Unidos e Reino Unido).

A pandemia de covid-19 já provocou quase 408 mil mortos e infetou mais de 7,1 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

×
×

Cart