Quinta-feira, 23 de Maio, 2024

Ruanda tem Robôs para rastrear pacientes

Cinco robôs humanóides foram entregues ao Ruanda, onde ajudarão na triagem de coronavírus, fornecerão alimentos e medicamentos aos pacientes, além de atuarem como links de videoconferência entre pacientes e médicos.

Cada robô recebeu um nome Ruandês – Akazuba, Ikizere, Mwiza, Ngabo e Urumuri.

Seu principal objetivo é reduzir a exposição dos profissionais de saúde a pacientes com a covid-19, disse o ministro da Saúde do Ruanda, Daniel Ngamije, à BBC.

“Precisamos de robôs adicionais para outras tarefas, como desinfecção de espaços públicos, e estamos a trabalhar para obtê-los”, acrescentou.

Os robôs são fabricados por uma empresa sediada na Bélgica. O ministério da saúde do Ruanda diz que as unidades têm várias habilidades, incluindo:

  • Triagem de 50 a 150 pessoas por minuto;
  • Registo e armazenando dados de pacientes;
  • Alertando os profissionais de saúde para anormalidades;
  • Aviso às pessoas que não estão usando marcas ou que estão usando indevidamente.

Ruanda possui duas instalações de tratamento para covid-19 – uma na periferia da capital, Kigali, e a outra na cidade de Nyamata, no sudeste.

O Ministério da Saúde diz que existem 297 casos confirmados no país, 203 recuperações e nenhuma morte.

×
×

Cart