Segunda-feira, 15 de Abril, 2024

Doença “instalada” na capital cabo-verdiana com casos em 20 bairros – autoridades

Vinte bairros do concelho da Praia já têm casos de covid-19, com a doença “instalada” na capital cabo-verdiana e 90 casos confirmados desde 25 de março, anunciaram hoje as autoridades de saúde de Cabo Verde.

“Pensamos que possam ser cerca de 20 bairros [com casos da doença]. E, conforme se vai investigando, mais casos provavelmente vão sendo encontrados em outros bairros”, afirmou Jorge Noel Barreto, diretor do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças, na conferência de imprensa diária de balanço da pandemia da covid-19, realizada ao final do dia.

Hoje foram confirmados, após análise laboratorial, mais 29 casos de covid-19, todos no concelho da Praia, que se encontra numa situação de transmissão local da doença, com 90 casos, elevando o total de diagnosticados em Cabo Verde a 152.

“No concelho da Praia, e mais especificamente na cidade da Praia, a doença já está instalada”, assumiu o diretor do Serviço de Prevenção e Controlo de Doenças.

Ainda de acordo com Jorge Noel Barreto, sete dos casos hoje confirmados na Praia já eram suspeitos e apresentavam sintomas, motivo pelo qual foram investigados, em termos epidemiológicos. Os restantes 22 positivos correspondem a “pessoas que não tinham sintomas, mas que eram contactos de casos confirmados” da doença.

Neste momento aguardam resultado de análise laboratorial 227 amostras, das quais 111 da Praia e 90 da Boa Vista. Além disso, estão 439 pessoas em quarentena em todo o país, essencialmente na Praia, com 307 pessoas.

Cabo Verde registou, desde 19 de março, 152 casos de covid-19, distribuídos pelas ilhas de Santiago (93), da Boa Vista (56) e de São Vicente (três, uma família, dois dos quais recuperados). Dois doentes acabaram por morrer e 18 foram, entretanto, considerados recuperados pelas autoridades de saúde, após dois testes negativos para covid-19.

A taxa de letalidade global em Cabo Verde é de 1,3%, com o país a ter 130 casos ativos, cerca de 75% assintomáticos.

O parlamento cabo-verdiano aprovou esta manhã, por unanimidade, a segunda prorrogação do estado de emergência, por mais 12 dias, até às 24:00 do dia 14 de maio, conforme proposta do Presidente da República, mas agora limitado às ilhas de Santiago e da Boa Vista, que concentram a generalidade dos casos de covid-19.

Desta forma, não será renovado o estado de emergência na ilha de São Vicente (a terceira em que ainda está em vigor), que assim terminará às 24:00 de hoje. As restantes seis ilhas sem casos de covid-19 diagnosticados deixaram o estado de emergência ao final do dia 26 de abril.

Com a prorrogação do estado de emergência nas ilhas da Boa Vista e de Santiago — concelho da Praia conta 90 dos 93 casos da doença na ilha –, a população mantém a obrigação geral de confinamento e as empresas permanecem encerradas.

A pandemia do novo coronavírus causou mais de 240.000 mortos no mundo, dos quais mais de 85% na Europa e nos Estados Unidos, desde que apareceu na China em dezembro, segundo um balanço da agência AFP.

×
×

Cart