Domingo, 3 de Março, 2024

Covid-19: Governo corta vôos excepcionais

A Comissão Multissectorial para Prevenção e Combate à Covid-19 anunciou nesta terça-feira o fim dos vôos excepcionais, após três dias de levantamento da cerca sanitária, nesta segunda fase do Estado de Emergência no país.

O comunicado, chegado à Angop, indica que, durante às 48 horas do levantamento da cerca sanitária (sábado e domingo), a título excepcional, foi realizada uma ponte aérea a Cabinda, para permitir o regresso dos cidadãos às suas áreas de residência e posteriormente prorrogado por mais 24 horas, num esforço conjunto de vários sectores do Executivo.

Esta acção, aponta o informe, possibilitou que fossem transportados mais de 1300 passageiros de Luanda para Cabinda e vice-versa. Estavam, inicialmente, previstos 80.

Por este facto, a Comissão Multissectorial para Prevenção e Combate à Covid-19 apela à compreensão de todos cidadãos, no sentido de acatarem as medidas, sobre o Estado de Emergência, visando o alcance dos melhores resultados face à pandemia que se vive, preservando-se a paz social, a estabilidade e a segurança nacional.

A cerca sanitária voltou a vigorar nesta terça-feira (14), em todo o país, no quadro da segunda fase do Estado de Emergência, decretado pelo Presidente da República.

Com essa medida, que termina às 23h59 do dia 25 deste mês, fica proibida a circulação de pessoas, ou seja, ninguém entra e ninguém sai da província em que se encontra.  

A cerca sanitária havia sido levantada pelo Governo, a 11 de Abril, para permitir o regresso (dias 11, 12 e 13 de Abril) de todos os cidadãos que estavam fora das suas zonas de residência, desde o início da primeira fase do Estado de Emergência, 27 de Março último.

×
×

Cart